Postagens

Mostrando postagens de 2016

Duque de Caxias no Festival de dança de Joinville

Imagem
Encontrei a minha querida amiga Silmara no Cinema da Unigranrio participando da Conferência Extraordinária de Cultura da cidade de Duque de Caxias em um dia importante e muito produtivo em que foram definidas novas regras do conselho de cultura. 
Ela estava acompanhada de uma galera jovem e muito bonita formada por bailarinos da Escola de Dança Adriana Miranda. 

Silmara me surpreendeu informando que os adolescentes tinham conquistado uma apresentação especial no festival de dança mais importante do país, o de Joinville, mas que a trupe não tinha recursos para financiar o transporte e o breve tempo que participariam daquele rico encontro de representantes da dança de todo o mundo. Na verdade, o grupo corria com um Livro de Ouro solicitando doações para o pagamento das passagens.  Fiquei pensando o quanto de talento que esta Duque de Caxias e a Baixada tem e que se perde pelas limitações de  recursos. Este é mais um dos exemplos da diferença entre o fazer arte burguês e o proletário, as…

Conferência Municipal Extraordinária de Duque de Caxias

Imagem
A Conferência Municipal Extraordinária de Duque de Caxias foi um grande marco, em meio a crise detonada pelo governo Temer na área da cultura com o fim do Minc, da resistência e do poder de mobilização dos atores sociais de Duque de Caxias e da Baixada Fluminense.  A cidade se posicionou frente ao governo usurpador e, sobretudo, ampliou o debate da participação dos movimentos sociais, dos agentes culturais e da sociedade em relação a cultura do município. Os representantes da secretaria de cultura tiveram um papel fundamental na organização dos trabalhos e na garantia da participação democrática.  Temos que avançar neste e em outros aspectos fundamentais da cidade, tais como: transporte e mobilidade urbana, plano diretor e um modelo de cidade mais justa e participativa, transparência pública e participação no orçamento, maiores investimentos em educação e saúde no terceiro e quarto distrito da cidade. Queremos uma cidade transparente, participativa e capaz de ofertar serviços de qualidade…

SE CAXIAS FOSSE NOSSA

Imagem
Este é um dos debates mais interessantes sobre a minha cidade, Duque de Caxias, e eu queria muito participar, mas por razões profissionais não poderei ir. Acho os convidados ótimos e sinto profundamente não conseguir estar presente para dividir minhas angustias e ideias sobre uma cidade que eu e muitos amigos desejamos. No entanto, deixo aqui alguns questionamentos que considero importante para contribuir no debate e, se estivesse presente, levaria para análise dos presentes: 1) Qual a relação entre o alto Orçamento Público de Duque de Caxias e a reprodução de governos ligados aos setores de transporte, saúde e serviços públicos? 2) Porque independente de quem esteja no governo, o Orçamento da cidade é uma caixa preta e não é acessado pela sociedade e por instituições sociais organizadas? 3) Além do Orçamento, por onde passa as formas de reprodução do poder na cidade? Na Câmara dos Vereadores? No domínio dos órgãos de execução das leis municipais? no Empresariado Local ou nas grandes emp…

O dia da Baixada: duas estagiárias e um idealista

Imagem
Corria a virada dos anos noventa para dois mil quando conheci o professor Paulo Manhard, confesso que a primeira impressão foi muito engraçada, no meio das conversas ele tirava uma leve cochilada. Já tinha estado com ele em anos anteriores por conta do movimento estudantil e do Instituto de Educação Roberto Silveira, que, também, abrigava a faculdade de pedagogia da UERJ na Baixada. Esta história por si só é uma longa história. Porém, estava morando ou frequentando a Vila São Luís quando decidiram transformar um CIEP da Vila na faculdade de Educação da Baixada Fluminense. Para época foi mais que um reboliço, foi uma conquista e é uma das mais importantes da Baixada. De novo confesso, que apesar de estar tão próximo de tudo que via, ainda era muito envolvido com a UFRJ - que sempre foi uma espécie de casa para mim, literalmente. Fui um alojado e, portanto, carrego os prazeres e desprazeres de ter esta instituição em mim. Foram anos prazerosos de aprendizagem e vida. E não via o quanto …

Uma rosa para Dilma

Imagem
A presidenta teve acertos e erros, como todos os seres humanos, mas sua honestidade é reconhecida por amigos e adversários como ímpar. Como liderança de um país ninguém quer contabilizar erros e o que se espera é o somatório dos acertos, mas o jogo político e econômico é marcado por altos e baixos e o que define sobre quem fica ou sai é a base que constrói ao longo do tempo. Se esta base política faltou a presidenta, não tem faltado manifestações de carinho e até gestos de quem está, aos poucos, recobrando uma certa lucidez.
Infelizmente os ativos eram podres e o que foi um dia à sustentação do governo virou um teatro de bizarrices com deputados traindo a presidenta em nome de Deus, dos filhos, dos netos e da família. Os interesses privados sobrepôs, mais uma vez, aos interesses públicos e o clientelismo e o voto de cabresto foi exposto como uma ferida aberta e fétida de nossa estrutura política alimentada por um congresso que reproduz vícios de cima para baixo e de baixo para cima.
Pas…

Reflore-se para a Vida

Imagem
A luta é grande e ocorre em diversas frentes. Este movimento é um dos mais bacanas que tenho participado.  O Reflore-se é um movimento que tem por objetivo recuperar áreas públicas de nossa cidade. As ações são pontuais e envolve outros movimentos e cidadãos em busca de um processo de transformação pessoal e de toda a sociedade. Neste fim semana fizemos uma ação em Santa Cruz da Serra (Duque de Caxias), na rua do Carvão, esquina com a Automóvel Clube. Entrada do Barro Branco.
O movimento acabou por receber diversas denúncia da comunidade. A mais grave é que, além do aumento da violência e do abandono do poder público, existe uma mina de água que está sendo explorada de forma indiscriminada e que já está afetando a vida dos moradores que só tem o poço artesiano para ter água. O Rio Lílico está morrendo. A denúncia é grave e exige a presença de fiscais municipais, estaduais e federais. Moradores informaram que há um deputado federal explorando a área também e que uma das indústrias dele na á…

Reflore-se para a vida

Imagem
O momento é um dos mais desafiadores do país. Os impactos da decisão deste fim de semana será direto sobre os caminhos da nossa democracia. A disputa política está tão acirrada que tornou - se pauta internacional. E em meio a este processo de colocar às viceras do país expostas ao mundo, aqui em Duque de Caxias chamamos atenção para os compromissos que a cidadania nos impõe: chamar atenção para o processo de devastação da mata atlântica e das reservas florestais da Baixada Fluminense.
Venha Reflorestar à vida onde todos acreditam que só a violência e pobreza.

"Me diz onde tem dinheiro?"

Imagem
Recadinho do vovô Dornelles! Fonte: jornal O Dia, 31.03.16

Ainda acamado, em função do vírus da zica, e afastado de minhas atividades como professor por conta de uma forte dor lombar, recebo em minha linha do tempo do Facebook está notícia com uma pergunta de uma amiga: "Eduardo Prates, onde está o dinheiro?
Fiquei impressionado com a sinceridade do senhor Francisco Dornelles, político mineiro, sobrinho do Ex-primeiro ministro Tancredo Neves, primo de Getúlio Vargas e Aécio Neves, e com uma larga experiência na vida pública brasileira, tendo passado por governos no período democrático, autoritário e com diversas eleições ganhas para deputado federal e senador. Destacando-se, recentemente, como Presidente do PP e da indicação de Paulo Roberto da Costa, estopim da CPI da Petrobras para assumir novas responsabilidades e contratos no cargo de diretoria a partir de 2007.
A forma como o político lança a pergunta é própria daqueles que entendem do que está fazendo. E como quem diz, “encontr…

Que noite longa. Toda a família com Zica. Coça coça que não para.

"As autoridades dormem A população se coça
O mosquito é acossado
A vida política está como nódulo
A televisão destrói os cérebros aos caroços
Garotos negros são mortos em Caxias e Madureira
A população branca se cansa de pedir licença aos pontos pretos da sala de embarque
Minha filha pede para coçar as pernas, as costas
E o PMDB deixa o governo com o caroço, sem vergonha
Vice, presidente do congresso e do senado na lista do Lava a Jato
Meu filho coça as costas do papai
O jornalista feroz, indômito condena a presidenta
Geni... a presidenta é a Geni...
A zica não para.
A médica pergunta a minha mulher se está grávida.
Não... Não... Não...
Viro adolescente e imagino ser pai aos dezesseis de uma criança com microcefalia...
Minha filha pergunta se irei ao trabalho
Digo que sim
E a família e os filhos?
Curiosidade nos olhos e voz séria.
Vai pai? Pergunta a pequena.
Completa: o mais importante é a família
As mãos dormentes, juntas doendo, é zica????
Chinkungunha...
Não sei.
Imaginei o…

Tomemos as nossas cidades porque não nos falta consciência e paixão!

Imagem
Devemos nos apropriar de nossas cidades.  São nelas que nossas histórias são construídas, nossas vidas se entrelaçam com outras vidas. Onde as emoções do dia a dia são registradas por uma memória viva que dá sentido e identidade ao nosso eu coletivo. A minha cidade é rica e as crianças andam com os pés em valas abertas, a minha cidade é grande e adolescentes são mortos nas esquinas, a minha cidade é bonita e destroem suas histórias com novas lojas nas antigas avenidas, a minha cidade é verde e das chaminés sai a fumaça que mata toda uma civilização. Eu moro em Duque de Caxias e quero ver as crianças correndo nas praças, os adolescentes em bando dançando e cantando pelas calçadas, quero meu patrimônio como história viva, quero o verde da mata atlântica como parque de uma cidade que é plural.
Quero o desenvolvimento consciente que respeite a Baia de Guanabara e os rios que nela deságuam. Quero um ar mais puro e o orvalho das manhãs da minha Baixada. Que as vozes se levantem e as mensagen…